PARANÁ - Pai suspeito de estuprar filha de 7 anos é preso

Foto ilustrativa


Um homem de 32 anos suspeito de estuprar a própria filha, uma criança de 7 anos, foi preso pela Delegacia da Mulher (DM) e do Adolescente de São José dos Pinhais, no município de Morretes, Litoral do Estado.

Após cinco dias de buscas pelo suspeito em meio a uma mata nativa, as equipes policiais conseguiram cumprir o mandado de prisão preventiva contra o suspeito, expedido pela 12ª Vara Criminal do Juizado de Violência Doméstica e Familiar de Proteção a Crianças e Adolescentes.

O crime aconteceu na noite do dia 19 de junho deste ano, quando o pai da criança aproveitou a ausência da esposa – também mãe da vítima – para cometer o crime. Após perceber lesões na região intima da menina, a mãe procurou ajuda do Conselho Tutelar, que notificou a Polícia Civil sobre o fato.

“Um menino de 9 anos, também filho agressor e irmão da vítima foi testemunha dos fatos”, conta a delegada responsável pelo caso, Tathiana Guzella, que ao constatar a autoria do crime, solicitou à Justiça, um mandado de prisão contra o suspeito.

PROCURA – Após a expedição do mandado de prisão contra o suspeito, a Polícia Civil iniciou as diligências para a sua localização. Investigações levaram a equipe policial até a residência da irmã do suspeito, localizada no município de Morretes.

Ao chegar no local, os policiais perceberam que o homem havia fugido em meio a mata nativa. “Foram cinco dias à procura do suspeito que foi detido, posteriormente caminhando em uma estrada na região de Morretes”, conta a delegada.

O homem foi autuado pelo crime de estupro de vulnerável, cuja a pena prevista é de 8 a 15 anos de prisão. Ele permanece à disposição da Justiça.

A criança permanece internada no Hospital de Clínicas.

A Delegacia de Morretes, o Grupamento Aéreo da Polícia Civil (GOA) e a Polícia Militar, deram apoio a especializada.